Paulo Paim condena atuação da polícia em protesto na Esplanada dos Ministérios

O senador Paulo Paim (PT-RS) manifestou sua revolta com o que chamou de truculência da força policial durante confronto com manifestantes presentes em frente ao Congresso Nacional nesta quarta-feira (24). Eles pedem a renúncia do presidente Michel Temer e querem impedir a aprovação da reforma trabalhista apresentada pelo governo.

Paim citou documento contra a reforma trabalhista entregue pelos ministros do Tribunal Superior do Trabalho (TST) ao Senado Federal, além de vários entregues por outras entidades brasileiras e defendeu o movimento do povo nas ruas contra a reforma.

— O que nós vimos hoje nesta praça aqui em frente ao Congresso? Espancamento, mulheres e homens sangrando, nós em cima daquele caminhão queríamos apenas fazer um pronunciamento de três minutos cada um, dando um abraço naquele povo, eles só queriam isso. Só queriam abraçar e dizer por que estavam ali.

 

Fonte: Agência Senado


Últimos posts



BOLETIM ELETRÔNICO


REDES SOCIAIS