Etapa estadual do III Encontro Nacional de Educação discute inclusão e caminhos para o ensino público

22 de maio de 2018

APUFPR_ENE_SITE

Nos dias 18 e 19 de maio, foi realizada a etapa estadual do III Encontro Nacional de Educação (ENE). O evento mobilizou docentes, estudantes, técnicos e comunidade em prol das discussões pertinentes para construção de um projeto educacional democrático no Brasil.

A palestra de abertura do evento, intitulada Educação no Paraná – Lutas em Defesa da Educação Pública, aconteceu no auditório central da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), na noite de sexta-feira (18).

Já o anfiteatro 100 do prédio D. Pedro I, que fica no campus Reitoria da UFPR, recebeu mesas que abordaram três eixos: financiamento da educação pública; acesso e permanência; e gênero, sexualidade e questões étnico-raciais, todas realizadas ao longo do sábado (19).

As mesas contaram com docentes especialistas nas respectivas temáticas do debate e também com a presença de ao menos um representante do movimento estudantil, promovendo uma abordagem horizontal das questões discutidas.

Temas

Os debates desenvolvidos durante os dois dias de evento englobaram principalmente as lutas contra os retrocessos promovidos pelo Governo Temer na área de educação, como a Reforma do Ensino Médio, a Residência Pedagógica e a Emenda Constitucional 95/2016, que congela por vinte anos os investimentos em áreas essenciais como a saúde e educação.

Também foram encaminhadas possíveis soluções para a grave perspectiva de futuro da educação. Entre elas, a destinação de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) do país para a educação e a ampliação da distribuição de bolsas-permanência em todos os níveis de ensino, levando em consideração a situação socioeconômica dos estudantes.

Segundo a secretária-geral da APUFPR-SSind, Sandra Mara Alessi, que participou ativamente da organização do evento, a etapa regional do ENE é importante por ser um espaço de debate que reúne membros de diversas instituições de ensino do estado: “Discutimos políticas de inclusão, tanto no ensino básico quanto no superior, e foi muito proveitoso para o debate sobre um projeto educacional classista para o Brasil”, contou.

Próximos passos

O debate deverá ser ampliado para o restante do estado por meio da realização de alguns encontros regionais em municípios como Cascavel, Foz do Iguaçu e Palotina. Em seguida, no início do segundo semestre, as conclusões desses encontros serão discutidas e compiladas em uma plenária final.

Os resultados dos eventos estaduais serão convertidos em um projeto único que será apresentado no III ENE, previsto para acontecer nos dias 3, 4 e 5 de agosto, em Brasília.

Confira o álbum de fotos aqui!

Fonte: APUFPR-SSind


Últimos posts



BOLETIM ELETRÔNICO


REDES SOCIAIS