Tag: Sindicato

congresso-do-andes-sn-marca-eleicoes-do-sindicato-nacional-para-maio-de-2023.jpg
5 de abril de 2022

Durante plenária do 41º Congresso Nacional do ANDES-SN, na quarta-feira (30 de março), foi aprovada a resolução que estabeleceu o mês de maio de 2023 como data para as eleições da próxima diretoria do Sindicato Nacional, com a prorrogação do mandato da atual gestão até lá.

Também foi aprovada a cidade de Rio Branco, capital do Acre, como sede do próximo Congresso da entidade.

 

40º Congresso do ANDES-SN

Realizado entre os dias 27 de março e 1 de abril na UFRGS, em Porto Alegre, o Congresso teve como tema “A vida acima dos lucros: ANDES-SN, 40 anos de luta!”, e contou com a participação de 642 representantes de 89 seções sindicais, sendo 445 delegados e delegadas, 146 observadores e observadoras, 17 convidados e convidadas e 34 diretoras e diretores do ANDES-SN.

Além do calendário eleitoral da entidade, o Congresso aprovou um calendário de lutas para a categoria, votou pela refiliação do ANDES-SN ao Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e pela elaboração de uma política para a contratação de instituições de assessoria técnica, que deve ser apresentada no próximo Conad da entidade. 

Em relação às lutas a serem defendidas pela categoria no período próximo, foi aprovada a intensificação da luta contra as intervenções nas universidades e nos institutos federais, e o reforço à histórica bandeira das eleições diretas paritárias ou universais, sem lista tríplice.

Foram aprovadas também resoluções salientando a importância da luta contra os cortes orçamentários e pela recomposição e ampliação do orçamento público para o funcionamento e expansão das universidades e institutos federais, assim como a luta contra os cortes e pela recomposição dos orçamentos para a Ciência, Tecnologia e Humanidades. 

O Congresso também deliberou por ampliar a campanha “Defender a Educação Pública é nossa Escolha para o Brasil” e as lutas contra os projetos Reuni Digital, Future-se, Fundos Patrimoniais, Novos Caminhos e outros que buscam a mercantilização e a privatização da educação pública. 

 

Delegação da APUFPR

A APUFPR participou com uma delegação bastante representativa, composta por docentes que atuam em Curitiba, no Litoral e em Jandaia do Sul, Palotina e Toledo.

 

Agenda de lutas e mobilização contra reitores interventores 

Os delegados presentes ao 40º Congresso do ANDES-SN também aprovaram uma agenda de lutas que inclui datas como 7 de abril (Dia Mundial da Saúde), 9 de abril (Dia Nacional pelo Fora Bolsonaro), e 25 a 29 de abril (Semana de luta do Setor da Ifes: Em defesa da educação pública e pela recomposição salarial). 

Em relação à essa semana de lutas das instituições federais de ensino superior, os docentes aprovaram uma paralisação, tendo como centralidade a defesa da Educação Pública, da recomposição salarial e de melhores condições de trabalho.

Também foi votada uma resolução defendendo a revogação imediata de todas as nomeações de dirigentes não eleitos por suas comunidades (os reitores-interventores) e a imediata posse dos reitores eleitos. 

Para dar seguimentos às lutas em relação a esse tema, o ANDES-SN irá realizar um encontro nacional envolvendo as seções sindicais das instituições sob regimes de intervenção.

 

Críticas

Entre os participantes do 40º Congresso, docentes que compõem o Fórum Renova ANDES-SN divulgaram uma carta defendendo que o ANDES-SN precisa fazer “uma campanha permanente de defesa da educação e do conhecimento público, das IES públicas e de seus docentes, ocupando as redes e ruas”. 

O texto critica a dinâmica do Congresso, que teria passado “grande parte do seu tempo discutindo questões burocráticas, detalhes semânticos e uma vasta quantidade de discursos descolados da realidade política do país”. 

Confira o documento na íntegra clicando aqui.

Fonte: APUFPR


BOLETIM ELETRÔNICO


REDES SOCIAIS