Quadrilha de falsos advogados é alvo da Polícia. APUFPR vem denunciando crimes há tempos

22 de novembro de 2023
falsos-advogadosd-quadrilha-parana
Imagem: Polícia Civil

Uma quadrilha que se passava por advogados para aplicar golpes em diversos estados, especialmente no Paraná, foi alvo de uma grande operação da Polícia Civil nesta manhã (22).

Foram expedidos 20 mandados de prisão e 63 de busca e apreensão, cumpridos nas cidades cearenses de Fortaleza, Maracanaú e Pacatuba, e em Guarulhos, no Estado de São Paulo.

 

Como funciona o golpe?

Há tempos, a APUFPR vem denunciando, a partir dos relatos de docentes da UFPR, o tipo de golpe que essa quadrilha vem cometendo. Via de regra, os criminosos se passam por advogados para entrar em contato com pessoas que têm valores a receber em ações e processos judiciais. As comunicações são feitas utilizando documentos falsos por telefone, por carta ou pelo WhatsApp, muitas vezes, usando o nome e a marca da assessoria jurídica. Às vezes, até com foto de um dos advogados do escritório. 

Geralmente, apresentam uma promessa de liberar o pagamento total da ação mediante um “adiantamento” do valor. Após as vítimas depositarem ou transferirem os valores pedidos, os criminosos desaparecem.

Temos feito alertas constantes aos docentes filiados para que nunca façam qualquer pagamento prévio como forma de liberação de valores de ações. Em caso de dúvidas sobre procedimentos envolvendo questões jurídicas, os docentes devem falar diretamente com o departamento jurídico da APUFPR, pelo e-mail [email protected] ou pelos contatos (41) 3151-9107 e (41) 99824-0243.

Também reforçamos o pedido para que os docentes procurem a APUFPR em caso de suspeita.

Além disso, caso seja vítima de um golpe financeiro, é muito importante registrar boletim de ocorrência.

Fonte: Apufpr

 


BOLETIM ELETRÔNICO


REDES SOCIAIS