Projeto determina participação feminina na Mesa do Senado

Acaba de ser apresentado o projeto de resolução (PRS) 2/2017, de Jorge Viana (PT-AC), que propõe a mudança do Regimento Interno visando garantir ao menos uma vaga na Mesa do Senado para uma senadora. A proposta aguarda agora sugestões de emendas.

Como justificativa, Viana qualifica como “lamentável” o fato do Senado não ter eleito, no último dia 1º de fevereiro, ao menos uma de suas senadoras para a direção da Casa no biênio 2017-2018. Ele também cita o ranking “Women in National Parliaments”, da Inter-Parliamentary Union (IPU), no qual hoje o Brasil ocupa a 154ª posição entre 193 nações, no que se refere à representação feminina em parlamentos.

Viana acredita ainda que as mulheres “vem conquistando extraordinários avanços na sociedade brasileira”, sendo a maioria hoje no ingresso e na conclusão de cursos superiores, assim como na conclusão de doutorados no exterior nos últimos 4 anos. “Mas estas conquistas contrastam fortemente com a ínfima participação de mulheres na política”, critica.

O senador vê que as mulheres enfrentam “maiores obstáculos políticos e culturais” na política, o que no seu entender refletiu-se nas eleições de 2014, quando apenas 51 candidatas se elegeram para a Câmara dos Deputados (9,9% do total), e outras 5 para o Senado (18,5% dos cargos em disputa). Hoje, entre os 81 senadores, 13 são mulheres.

Fonte: Agência Senado


Últimos posts



BOLETIM ELETRÔNICO


REDES SOCIAIS