Prazo para ajudar no Natal Sem Fome está encerrando. Participe!

prazo-para-ajudar-no-natal-sem-fome-esta-encerrando-participe.jpg

Prazo para ajudar no Natal Sem Fome está encerrando. Participe!

Vamos fortalecer nossa rede de solidariedade? Por mais um ano, a APUFPR é parceira na construção do Natal Sem Fome – em conjunto com a ONG Ação da Cidadania – e precisa da sua doação para fazer com que a ceia de centenas de famílias paranaenses seja mais digna. O prazo de arrecadação da campanha está encerrando!

Neste ano, a iniciativa foi ampliada: além de Curitiba, a ação também será desenvolvida nos municípios de Palotina e Jandaia do Sul. Contribuições financeiras de qualquer valor e/ou cestas básicas podem ser feitas até o dia 14 de dezembro. Veja como doar:

 

APUFPR Curitiba

Doutor Alcides Vieira Arcoverde, 1193 – Jardim das Américas

Quarta-feira: 9h às 18h

Sexta-feira: 13h às 18h

 

Conta corrente para transferência bancária

Banco do Brasil (AG 3262-X – C/C 10886-3); CNPJ 76.709.096/0001-23

Associação dos Professores da UFPR

 

PIX para transferência bancária

CNPJ 76.709.096/0001-23

 

APUFPR Jandaia do Sul

Rua José Francisco Borges, 1610 – Jardim Universitário

Das 13h30 às 17h30

(41) 99979-0271

 

UFPR Jandaia do Sul

Rua Dr. João Maximiano, 426, Jardim Universitário

 

PIX para transferência bancária:

apufprjandaia@apufpr.org.br

 

APUFPR Palotina

Rua Pioneiro, 2074 – Jd. Dallas

Das 13h30 às 17h30

(41) 99824-0242

 

UFPR Setor Palotina

Rua Pioneiro, 2153 – Jd. Dallas

(45) 99985-4928

 

PIX para transferência bancária:

palotina@apufpr.org.br

 

Você conhece o Natal sem Fome?

A iniciativa, realizada pela APUFPR em conjunto com a ONG Ação da Cidadania, procura estimular a solidariedade e o compromisso social entre a comunidade paranaense, com a arrecadação de cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade social que vivem na capital e nos municípios de Jandaia do Sul e Palotina, onde a UFPR desenvolve atividades.

No ano passado, a APUFPR – a partir de intensa mobilização dos seus filiados – arrecadou R$ 4.830,00 e 12 cestas físicas em sua campanha. Com os recursos financeiros, foram adquiridas 69 cestas de Natal junto ao Movimento Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). O montante arrecadado (81 cestas) foi entregue diretamente à direção da ONG Ação da Cidadania. Ao todo, 300 famílias foram atendidas.

Em 2021, nosso objetivo é ampliar ainda mais este número, principalmente por considerarmos o avanço da fome no Brasil, em virtude do avanço da inflação e da crise política e social causada pelo governo de Jair Bolsonaro.

Atualmente, 19 milhões de brasileiros se encontram em situação de insegurança alimentar grave, segundo a Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan).

Neste sentido, a APUFPR e a ONG Ação da Cidadania compartilham o entendimento de que garantir a segurança alimentar à população é um requisito na construção de uma sociedade mais justa, e que as mobilizações para alcançarmos esse patamar são indissociáveis de um forte envolvimento político.

 

ONG Ação Cidadania

Fundada em 1993 pelo sociólogo Herbert de Souza, o Betinho, a ONG Ação da Cidadania é responsável por promover o “Natal Sem Fome” em todas as regiões do Brasil, a maior campanha contra a fome na América Latina. Ao todo, 32 milhões de pessoas já foram assistidas com doações e a oportunidade de um Natal mais digno.

A expectativa é que a campanha de 2021 seja a maior campanha da história da ONG. O objetivo é arrecadar em todo o território nacional pelo menos R$ 30 milhões, para conseguir levar alimentos para as famílias em situação de vulnerabilidade em todo o país. Por isso, a APUFPR convoca todos os seus filiados e filiadas a se engajarem neste movimento, contribuindo com doações e convidando mais pessoas a participar.

Lutamos para construir uma sociedade com menos desigualdade, mas acreditamos que, ao mesmo tempo, temos o dever de contribuir também para reduzir de imediato o sofrimento de quem tem necessidades imediatas.

Fonte:APUFPR


BOLETIM ELETRÔNICO


REDES SOCIAIS