Passeio revela a memória negra escondida na História de Curitiba em projeto da UFPR

Bote um tênis confortável e se proteja do sol, porque hoje a série Universidade Além dos Muros – elaborada pela APUFPR-SSind para mostrar como docentes da Universidade Federal do Paraná usam a tríade pesquisa, ensino e extensão para melhorar a comunidade – faz uma caminhada pelo Centro de Curitiba.
Existe uma narrativa dominante que diz que a capital do Paraná é uma cidade fundada apenas por europeus. Esse tipo de mito é reforçado até mesmo pela Prefeitura de Curitiba, que, ao falar sobre imigração em seu site oficial, diz que “Curitiba também guarda marcas da presença negra, embora esta seja pouco documentada”. Essa afirmação é desmentida pelos docentes do Departamento de História da UFPR, incluindo a professora Joseli Maria Nunes Mendonça, que iniciou o projeto AfroCuritiba: passeios pela história e memória da presença negra na cidade.
A ideia do AfroCuritiba é justamente mostrar que essa história é, na verdade, muito bem documentada e foi fundamental para a formação da cidade como conhecemos hoje. Em um trajeto que percorre alguns dos pontos mais conhecidos da capital, são apresentadas para variados públicos (de estudantes do ensino fundamental até professores) as contribuições e vidas de mulheres e homens negros na nossa História.
Quer desvendar mais dessa memória que está no nosso cotidiano todos os dias e mesmo assim é tão desconhecida? É só assistir ao nosso vídeo para conhecer o projeto!

Fonte: APUFPR-SSind


Últimos posts



BOLETIM ELETRÔNICO


REDES SOCIAIS