Notícias Sindicais2019-02-17T23:58:29+00:00
Novos Conselheiros
Novos conselheiros do CRAPUFPR tomam posse para gestão 2019-2021

A gestão 2019-2021 do Conselho de Representantes da APUFPR-SSind começou oficialmente na noite de ontem (18). Os conselheiros que irão debater as questões do interesse da categoria nos próximos dois anos tomaram posse oficialmente. Os novos representantes foram eleitos por vários departamentos da Universidade em uma eleição realizada no dia 11 de junho, incluindo campi de Curitiba, interior e litoral. Ao todo, mais de 60 docentes foram escolhidos para discutir as reivindicações da categoria. Com auditório lotado, conselheiros e suplentes tomaram posse na sede da APUFPR-SSind. Presidente e secretária Durante a atividade, também foram escolhidos o presidente e a secretária do CRAPUFPR. A presidência do Conselho pelos próximos dois anos ficará a cargo do professor Alexandre Luis Trovon de Carvalho, do Departamento de Matemática. Já a secretária será a docente Elizabeth de Araújo Schwarz, do Departamento de Botânica. Fonte: APUFPR-SSind ...

Combate
A luta por mudanças sociais também passa pelo combate aos agrotóxicos

Escolher o que consumir também é um ato político, sobretudo na atual conjuntura. De janeiro a maio deste ano, o Brasil liberou o uso de 169 novos agrotóxicos. A título de comparação, o número de licenças concedidas é 445% maior do que o de registros feitos no mesmo período de 2011, de acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Apesar do aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e das declarações da ministra da Agricultura, Tereza Cristina – que assegura que os únicos motivos para que as substâncias não fossem liberadas em governos anteriores eram “problemas ideológicos” – boa parte da comunidade científica discorda tecnicamente que os produtos licenciados em massa no país sejam totalmente inofensivos para seres humanos. De acordo com informações do próprio Ministério da Agricultura e de movimentos que lutam pela causa ambiental, 33% dos agrotóxicos que agora podem ser utilizados nas plantações brasileiras são ...

Golpe
APUFPR-SSind alerta sobre nova tentativa de golpe

Mais uma vez, pessoas mal intencionadas estão tentando utilizar o nome e a credibilidade da APUFPR-SSind para aplicar golpes nos professores da universidade. Chegou ao conhecimento do sindicato que um docente recebeu um boleto em nome da entidade, supostamente emitido pelo banco Bradesco. A cobrança era falsa. Diante disso, a APUFPR-SSind alerta que só emite boletos pelo Banco do Brasil, e não possui conta no Bradesco.  Professores que recebam cobranças de qualquer outra instituição bancária devem entrar em contato imediatamente pelo telefone (41) 3151-9100. Fonte: APUFPR-SSind ...

APG-UFPR
Pós-graduandos da UFPR criam Associação

Na quarta-feira (5), pesquisadores dos programas de pós-graduação da Universidade se reuniram em assembleia geral e fundaram a Associação de Pós-Graduandos da UFPR (APG-UFPR). A nova entidade será uma aliada fundamental para o fortalecimento e a organização da luta coletiva, sobretudo na atual conjuntura, em que a pesquisa científica tem sido um dos grandes alvos de perseguições ideológicas e dos desmontes proporcionados pelos cortes orçamentários. No Ranking Universitário Folha (RUF), a UFPR foi classificada em 2º lugar entre todas as universidades brasileiras – considerando as públicas e as privadas – no critério de inovação. No ranking geral ficou em sétimo lugar. O quesito de maior peso do ranking é justamente a “qualidade de pesquisa”, que corresponde a 42% do total da avaliação. Clique aqui para conferir a composição da diretoria provisória da APG-UFPR. Fonte: APUFPR-SSind ...

UFGD
Nota de repúdio à intervenção na escolha do reitor da UFGD. Isso é só o começo!

(Foto: Wellington Rubim/Portal da Cidade) Desde o começo do governo Bolsonaro, a educação superior pública tem sido alvo de um projeto de sufocamento das liberdades democráticas e de desrespeito às comunidades universitárias. Na semana passada, o Governo Federal deu mais uma demonstração de seu desprezo aos processos democráticos que são base das instituições federais de ensino superior. Desconsiderando a decisão da comunidade universitária da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), o Ministério da Educação (MEC) nomeou uma interventora como reitora pro-tempore. Ela não havia participado da consulta à comunidade e seu nome não constava na relação de candidatos indicados na lista tríplice encaminhada ao Governo Federal. A situação é alarmante não apenas por seus impactos para a comunidade acadêmica da UFGD. A intervenção arbitrária pode representar o início de uma cultura de implementação de decisões autoritárias em todas as universidades federais do país que tiverem processo de escolha para reitoria daqui em diante. Somada ...

Nota
Nota de repúdio a práticas antidemocráticas ocorridas dentro da UFPR

Diante dos ataques e desmontes intrínsecos à atual conjuntura, é natural que haja um movimento de organização coletiva entre os diversos segmentos que compõem a Universidade. A APUFPR-SSind defende que todas as manifestações e mobilizações democráticas sejam amplamente respeitadas, e que as divergências ideológicas coexistam de forma saudável entre a comunidade acadêmica – como deve acontecer em qualquer espaço no estado democrático de direito. Recentemente, estudantes organizaram uma assembleia voltada ao segmento para discutir a construção de paralisações em defesa da educação, seguindo a agenda nacional de lutas proposta por diversas entidades de todo o país. Na ocasião, alguns grupos tentaram impedir a reunião e chegaram a ameaçar os alunos presentes na atividade. A diretoria manifesta publicamente seu apoio aos discentes afetados pela situação e lamenta profundamente o ocorrido — sobretudo porque os próprios docentes já tinham aprovado a adesão ao movimento em assembleia própria anteriormente. Infelizmente, episódios semelhantes têm se repetido em ...

Tecnologias educacionais
Projeto de extensão cria polo de pesquisa em robótica educacional na UFPR

O Departamento de Expressão Gráfica da UFPR trabalha com pesquisas importantes para diversas áreas de conhecimento, incluindo aeronáutica, mecânica e construção civil. Para colocar todo esse conhecimento teórico em prática e expandi-lo para o restante da comunidade, os docentes Adriana Augusta Benigno dos Santos Luz e Anderson Roges Teixeira Góes coordenam o projeto As tecnologias educacionais na expressão gráfica: explorando os caminhos da robótica. A iniciativa funciona como um espaço para que discentes e pesquisadores desenvolvam tecnologias de robótica educacional, que possam ser aplicadas em processos pedagógicos e transformem o aprender em uma tarefa lúdica, desafiadora e prazerosa. Os participantes da proposta também podem implementar suas criações em atividades desenvolvidas com professores e alunos do ensino fundamental, médio e superior – que também se beneficiam da experiência em uma relação de troca inesquecível. Conheça o projeto no episódio de hoje de Universidade Além dos Muros: Projeto de extensão cria polo de pesquisa em robótica educacional ...

Resultado
Próxima reunião do CRAPUFPR terá posse de novos conselheiros

A próxima reunião do Conselho de Representantes da APUFPR-SSind (CRAPUFPR) marcará o primeiro passo dos trabalhos da gestão 2019-2021: a posse dos conselheiros titulares e suplentes eleitos no processo eleitoral deste ano. Os representantes foram escolhidos pelos docentes de cada departamento, em votação realizada no dia 11 de junho. A reunião irá acontecer amanhã (18), às 18h30, no auditório da APUFPR-SSind, localizado na rua Doutor Alcides Vieira Arcoverde, 1193, no bairro Jardim das Américas, em Curitiba. O encontro é aberto para toda a categoria. Confira aqui os conselheiros eleitos para o biênio 2019-2021. Serviço Data: 18/6/2019 (terça-feira) Horário: 18h30 Local: Auditório da APUFPR-SSind (Rua Doutor Alcides Vieira Arcoverde, 1193 – Jardim das Américas – Curitiba – PR) Fonte: APUFPR-SSind ...

45 milhões
Greve Geral: mais de 45 milhões aderem movimento em defesa da seguridade social

O dia 14 de junho foi uma data de luta e mobilização em mais de 300 cidades brasileiras. Pelo menos 45 milhões de trabalhadores em todo o país não compareceram ao trabalho, em luta contra a Reforma da Previdência proposta pelo Governo Federal. Em dia de Greve Geral, os docentes da UFPR também deixaram as salas de aula e as atividades de pesquisa e extensão para defender, nas ruas, a continuidade delas. Além da luta pela Previdência e pelo tripé da seguridade social – também composto pela assistência social e saúde pública – os professores da Universidade se somaram ao movimento para defender a pauta da educação. Ao lado de servidores técnico-administrativos e estudantes, a categoria ergueu a voz para denunciar o projeto de desmonte da educação pública, gratuita e de qualidade, que tem sido colocado em prática com cortes orçamentários arbitrários que afetam as instituições federais de ensino superior e, sobretudo, ...

Voltar