Notícias Sindicais2019-02-17T23:58:29+00:00
FUTURE-SE
Exatas e Agrárias debatem os tortuosos caminhos do Future-se

A chuva na sexta-feira (2) não espantou os membros da comunidade universitária que buscavam resoluções para os problemas que o Future-se está despejando sobre as instituições. Ao contrário, o auditório de Química da Universidade Federal do Paraná (UFPR) recebeu uma tempestade de boa vontade e dedicação pelo futuro do ensino superior público. A assembleia convocada pelos setores de Ciências Exatas e de Ciências Agrárias abriu possibilidades para que os participantes debatessem os perigos e limites do projeto, e dessem contribuições para embasar a decisão coletiva que a própria UFPR deverá tomar em um futuro breve. Parte de um processo articulado e, ao mesmo tempo, obscuro do atual Governo, o Future-se é uma armadilha que inicialmente tenta levar a população a ter uma visão deturpada das universidades federais. Segundo a narrativa do governo, as instituições estariam afastadas da sociedade, centradas em si mesmas e representariam um prejuízo para o Brasil. Sua atuação, todavia, sempre ...

FUTURE-SE
Future-se: comunidade se reúne para debater o que está por vir

Não é sobre o futuro. É sobre o presente. O presente das universidades públicas. Sem qualquer consulta de verdade àqueles que vivem a realidade diária das instituições, o Governo Federal quer pôr à venda o maior patrimônio que o Brasil produz: conhecimento para o bem da sociedade. Eles apresentam o Future-se como a salvação da universidade pública – embora há mais de um século ela já cumpra eficazmente seu papel para o desenvolvimento econômico e social do país. Mas como em toda comercialização, o projeto esconde seu pior lado: não contempla o foco da universidade pública. A fim de refletir, dialogar e se preparar – juntos – para este novo presente, a APUFPR participou do debate sobre o Future-se realizado na quinta-feira (1) com a comunidade universitária da UFPR. Promovido pela Administração da instituição, a atividade reuniu centenas de pessoas dos diferentes segmentos e da comunidade externa. De acordo com o presidente da APUFPR, Paulo ...

ASSEMBLEIA
Assembleia Geral da APUFPR discutirá Future-se na próxima quarta-feira (7)

Na próxima quarta-feira (7), a APUFPR irá realizar uma assembleia geral para discutir a mobilização em defesa da universidade pública neste momento muito particular, em que a produção de conhecimento é tratada como inimiga. A reunião deliberativa irá acontecer às 14h, na sede da APUFPR, e terá um debate sobre a adesão à Greve Geral do dia 13 de agosto. O movimento está sendo organizado por inúmeras entidades em todo o país, com o propósito de defender a educação pública, a Previdência Social e a democracia. A assembleia também irá discutir o Future-se, proposta do Governo Federal que irá causar danos muito profundos ao projeto educacional do país. Participe da atividade e convide os colegas para comparecerem também. Será um espaço para construção da defesa da UFPR, da educação pública e da pesquisa científica, às quais cada docente dedica seus dias e sua vida. Compareça e contribua com as discussões! Serviço Assembleia geral extraordinária Data: 7/8/2019 (quarta-feira) Horário: ...

MOBILIZAÇÃO
Comissão de Mobilização realizará próxima reunião na terça-feira (6)

A próxima reunião da Comissão de Mobilização foi transferida para terça-feira (6), às 14h, na sede da APUFPR. A pauta principal do encontro será a organização das atividades da Greve Geral da Educação, que acontecerá em 13 de agosto. O grupo foi constituído em uma assembleia geral realizada em maio, e tem o objetivo de articular as estratégias para defender a universidade pública diante dos ataques intrínsecos à atual conjuntura. A Comissão é plural e democrática, e todos os docentes podem contribuir com os debates. Participe! Serviço Reunião da Comissão de Mobilização Data: 6/8/2019 (terça-feira) Horário: 14h Local: Sede da APUFPR (Rua Doutor Alcides Vieira Arcoverde, 1193 – Jardim das Américas – Curitiba – Paraná) ...

STF
STF vai decidir em 21 de agosto se salário de servidores públicos pode ser reduzido

No dia 21 de agosto, o Supremo Tribunal Federal (STF) irá julgar a possibilidade de que servidores públicos possam ter seus salários reduzidos, mediante diminuição proporcional de carga horária. O que será julgado? O julgamento irá discutir a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 2.238, que foi protocolada em 2001 por três partidos políticos – PT, PSB e PCdoB – para questionar alguns pontos da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) que permitem que o salário do servidor possa ser reduzido, desde que sua carga horária também seja diminuída. O STF irá decidir se os questionamentos levantados pela ADI são procedentes ou se os artigos da LRF que podem impactar os contracheques no funcionalismo são válidos. Problemas Se os ministros do Supremo decidirem que a redução de salários é legal, os impactos irão muito além da redução do padrão e da qualidade de vida dos servidores. Isso porque, na prática, mesmo com a carga horária reduzida, ...

UFPR convoca Discussão Pública para debater Future-se na próxima quinta-feira (1º)

Por meio de um edital publicado ontem (29), a UFPR anunciou que irá realizar uma Discussão Pública para debater o Future-se, programa do Ministério da Educação que pretende entregar as universidades públicas e a produção científica brasileira de bandeja para a iniciativa privada. A atividade irá acontecer na próxima quinta-feira (1º), às 14h30, no auditório do Setor de Tecnologia do Centro Politécnico, localizado no primeiro andar do Prédio de Administração. O debate terá a participação do reitor, Ricardo Marcelo Fonseca, da APUFPR-SSind e de diversas entidades que representam servidores técnico-administrativos, estudantes e demais setores da sociedade. A discussão é emergencial. O Future-se uma ameaça concreta ao futuro do ensino superior público no país. A participação de todos é imprescindível. Compareça e converse com os colegas sobre a importância de contribuir com os debates. Interessados em encaminhar manifestações escritas sobre o assunto poderão enviar suas colaborações para o e-mail gabinetereitor@ufpr.br, até as 23h59 de amanhã ...

ATAQUE
Por que o projeto de demissão de servidores públicos por mau desempenho é questionável?

No início de julho, a Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado Federal aprovou o Projeto de Lei do Senado (PLS) 116/2017, que prevê a possibilidade de que servidores públicos sejam demitidos por “mau desempenho”. Essas demissões seriam viabilizadas por meio de avaliações produtivistas anuais, às quais o servidor seria submetido. A APUFPR-SSind listou alguns motivos para ficar atento ao andamento da proposta: Os critérios não são claros O PLS 116/2017 estabelece padrões de avaliação totalmente subjetivos. Para se ter uma ideia, entre os pontos que serão avaliados anualmente se a proposta for aprovada, estão questões como inovação, resolução de conflitos, proatividade, aplicação do conhecimento, autodesenvolvimento e produtividade. Todos esses critérios são relativos, e estão diretamente ligados às condições de trabalho do servidor, que variam muito dependendo do local de trabalho, setor, cidade, estado e natureza da função. É ilógico que questões tão abstratas sejam parâmetro para alto tão extremo quanto uma demissão. O projeto ...

DEFESA
Resposta ao editorial da Folha de S. que Paulo defende (com argumentação frágil) o projeto Future-se

No dia 21 de julho, a Folha de S. Paulo publicou o editorial Debata-se, em apoio ao projeto Future-se, do Governo Federal. O texto do jornal defende a entrega da gestão das universidades federais, alegando que “como demonstra à farta a experiência internacional, instituições de ensino superior que aspiram à excelência não devem depender exclusivamente de dinheiro público”, além de afirmar que a discussão deveria englobar também a cobrança de mensalidades de estudantes. A publicação cria uma relação falaciosa entre investimento privado e qualidade. O posicionamento é no mínimo incoerente, já que a edição mais recente de um ranking elaborado pela própria Folha mostra que 43 das 50 instituições melhores colocadas são públicas, e que não há nenhuma faculdade privada entre as dez melhores instituições de ensino superior do país. Inúmeras outras listagens do gênero, elaboradas por diversas organizações de vários países, apontam universidades brasileiras entre as melhores do mundo – incluindo a ...

EDUCAÇÃO
Future-se ou destrua-se?

Escrito por Renato Perissinotto para o Jornal Plural. Precisando se contrapor à imagem de inoperância do governo Bolsonaro, que em grande parte explica o derretimento da popularidade do presidente em tempo recorde, o Ministério da Educação assume uma postura propositiva, tendo como objetivo central de suas ações a redefinição do funcionamento das universidades federais. Com esse objetivo, foi lançado nos últimos dias o programa “Future-se”. A partir do texto original do programa, teço a seguir algumas rápidas considerações na condição de professor do sistema federal de ensino superior. Adianto desde logo que, assim como outros vários colegas, não estou contente com o modus operandi das universidades federais. Isso não quer dizer, é claro, que apoie tentativas de redefinir integral e abruptamente a estrutura dessas instituições tão importantes para o desenvolvimento nacional. É com base nesse espírito que faço os comentários abaixo. 1. Vago e sem diálogo A despeito do que diz o texto, não se trata de um ...

Voltar