Nota de repúdio a práticas antidemocráticas ocorridas dentro da UFPR

Nota de repúdio a práticas antidemocráticas ocorridas dentro da UFPR

2019-06-18T11:15:59+00:0018 junho 2019|

Diante dos ataques e desmontes intrínsecos à atual conjuntura, é natural que haja um movimento de organização coletiva entre os diversos segmentos que compõem a Universidade.

A APUFPR-SSind defende que todas as manifestações e mobilizações democráticas sejam amplamente respeitadas, e que as divergências ideológicas coexistam de forma saudável entre a comunidade acadêmica – como deve acontecer em qualquer espaço no estado democrático de direito.

Recentemente, estudantes organizaram uma assembleia voltada ao segmento para discutir a construção de paralisações em defesa da educação, seguindo a agenda nacional de lutas proposta por diversas entidades de todo o país. Na ocasião, alguns grupos tentaram impedir a reunião e chegaram a ameaçar os alunos presentes na atividade.

A diretoria manifesta publicamente seu apoio aos discentes afetados pela situação e lamenta profundamente o ocorrido — sobretudo porque os próprios docentes já tinham aprovado a adesão ao movimento em assembleia própria anteriormente. Infelizmente, episódios semelhantes têm se repetido em toda a Universidade.

O sindicato repudia quaisquer condutas e manifestações antidemocráticas em todos os setores e departamentos da UFPR, sejam elas praticadas em contextos de abuso de poder ou em relações horizontais entre integrantes da comunidade acadêmica.

Em um momento em que a própria universidade pública vem sendo alvo de tentativas externas de censura, é inadmissível que a cultura de amordaçamento e perseguição seja instituída nos corredores da instituição.

A atual conjuntura exige diálogo, compreensão e união entre docentes, estudantes e servidores técnico-administrativos para a defesa da principal pauta comum entre todos os grupos: a preservação da educação pública, gratuita e de qualidade.

Diretoria da APUFPR-SSind