Medida Provisória adia reajuste salarial e modifica tabelas de vencimento básico de 25 grupos de servidores federais

31 de outubro de 2017

Na última terça-feira (31), foi publicada no Diário Oficial da União a Medida Provisória (MP) 805/2017, assinada pelo presidente Michel Temer na segunda-feira (30). O documento adia o reajuste salarial dos servidores públicos federais para os próximos três anos e aumenta a contribuição previdenciária de 11% para 14% sobre a parcela do salário que ultrapassar o teto do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).
O texto também limita os valores da ajuda de custo e do auxílio-moradia e reestrutura as carreiras de 25 grupos de servidores, entre eles os docentes.
Para o diretor de imprensa da APUFPR-SSind, Cássio Alves, esse é mais um ataque do governo de Michel Temer contra os professores e a educação. “A carreira docente está ficando cada vez mais desvalorizada. Essa MP faz com que muitos níveis não tenham reajuste e o salário pode inclusive ser reduzido devido ao aumento da contribuição previdenciária”, destacou.
Confira como ficaram as tabelas de vencimento básico do plano de carreiras e cargos até 2020:
TabelaDiferençaReajusteAPUFPR
 
Fonte: APUFPR-SSind


Últimos posts



BOLETIM ELETRÔNICO


REDES SOCIAIS