Live da APUFPR discute impactos da Reforma Administrativa na universidade pública

24 de maio de 2021
apufpr-live-da-reforma-administrativa-e1621874313220.jpg

Desde que o governo de Jair Bolsonaro começou a divulgar ideias sobre o que seria sua Reforma Administrativa, a APUFPR vem lançando luz sobre a proposta – que agora tramita como PEC 32/2020 – mostrando para os docentes e para a sociedade quais seriam os impactos e, principalmente, os prejuízos para os serviços públicos do país, para os servidores e, especificamente, para as universidades federais.

Nas últimas semanas, acuado por sucessivos escândalos (desde aqueles que envolvem o descontrole na condução da pandemia de Covid-19 até a criação de um orçamento paralelo bilionário para comprar apoio de deputados e senadores) o governo vem tentando convencer sua base política a acelerar o processo e, com isso, manter o apoio dos setores econômicos que têm interesse direto no desmonte do serviço público e do Estado brasileiro.

Diante desse quadro, precisamos reforçar nossa resistência e fortalecer nossa capacidade de fazer a disputa de narrativa dentro da sociedade.

Por isso, a APUFPR realizará na próxima quinta-feira (27), a partir das 19h, uma live para discutir os impactos da Reforma Administrativa na universidade pública.

A atividade será transmitida pela APUFPR no Facebook e no Youtube.

Participam da live a ex-reitora da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e atual prefeita da cidade de Juiz de Fora (MG), Margarida Salomão (PT); Halley Lino de Souza do escritório Lindenmeyer Advocacia e Associados; e João Luiz Arzeno, da assessoria jurídica da APUFPR.

 

Conheça um pouco mais sobre nossos debatedores:

Margarida Salomão foi a primeira mulher a assumir o cargo de reitora na UFJF, em 1998. ficou popularmente conhecido por implementar cursos noturnos, sistemas de cotas e estreitar as relações entre a universidade e a comunidade. Por sua atuação, foi reeleita em 2002 sem disputa (algo bastante raro no meio acadêmico). Foi eleita duas vezes como deputada federal e, em 2020, tornou-se a primeira mulher a ser eleita prefeita em Juiz de Fora (MG). Durante a pandemia, vem enfrentando com coragem as elites locais, implementando medidas restritivas para o isolamento social e, por isso, é vítima de ameaças constantes por parte de políticos e militantes extremistas. O vídeo da Guarda Municipal da cidade se posicionando em defesa do cumprimento das determinações da prefeitura viralizou em todo o país e se transformou em um marco de resistência contra a intolerância de setores que não priorizam a vida da população. Assista aqui.

 

Halley Lino de Souza é advogado com atuação em Direito Social, pós-graduado em Direito Constitucional pela Fundação do Ministério Público e integrante da Associação Gaúcha dos Advogados Trabalhistas (AGETRA). Atua no Lindenmeyer Advocacia e Associados, escritório comprometido com a garantia dos direitos dos trabalhadores do serviço público e da iniciativa privada.

 

João Luiz Arzeno da Silva é advogado e sócio fundador do escritório Trindade e Arzeno Advogados Associados, com forte atuação em Direito Administrativo, defendendo as causas dos servidores públicos. Participa do Coletivo Nacional dos Advogados de Servidores Públicos (CNASP) e faz parte da assessoria jurídica da APUFPR.

 

Live Reforma Administrativa e a universidade pública

Quinta-feira, 27 de maio, a partir das 19h

Transmissão pela página do Facebook da APUFPR e pelo canal do Youtube

 

 

Fonte: APUFPR


BOLETIM ELETRÔNICO


REDES SOCIAIS