Fórum dos SPF realizará reunião ampliada de servidores em fevereiro

23 de janeiro de 2017

passeata-brasiliaNa primeira reunião do ano do Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe), realizada na quarta-feira (18), os representantes das entidades que compõem o espaço discutiram a campanha salarial para 2017 e o início das lutas para o ano, que já começa com a necessidade de ampla mobilização para barrar a contrarreforma da Previdência, apresentada no final do ano, pelo governo.

Segundo Jacqueline Rodrigues Lima, 1ª vice-presidente da Regional Planalto do ANDES-SN, as entidades convergiram sobre a necessidade de ampliar a unidade da luta contra as contrarreformas da Previdência e Trabalhista e já foram definidas uma série de ações nesse sentido. “O Fonasefe deliberou que as entidades do Fórum participassem de uma reunião que ocorreu nessa quinta no Congresso com um grupo de entidades e parlamentares, na Comissão de Legislação Participativa (CLP) da Câmara dos Deputados, que pretendem criar um movimento em defesa da previdência, para entender o que já está sendo feito, prezando pela unidade da luta”, explicou.

As entidades também definiram a realização de uma Reunião Ampliada dos SPF, no dia 9 de fevereiro, para deliberar sobre a Campanha Salarial dos servidores federais de 2017. “Também foi definido um calendário, com datas indicativas de paralisação e luta. Dia 8 de março será um desses dia, inclusive por ser o Dia Internacional da Mulher. Temos a expectativa de fazer um trabalho contra a Reforma da Previdência, com ênfase nos prejuízos que as mulheres terão”, acrescentou Jacqueline.

“Com a preocupação da unidade da luta, queremos unificar as datas de lutas com o maior número possível das entidades. Amanhã, vinte de janeiro, haverá uma reunião das centrais e a data de oito de março será levada para discussão. Além disso, o Fonasefe está preparando materiais contra a Reforma da Previdência, que serão apresentados na Reunião Ampliada”, completou.

Além disso, o Fórum dos SPF deliberou por uma mobilização nos aeroportos, para pressionar os deputados e senadores a se posicionarem contra PEC 287/2016 – da contrarreforma da Previdência, entre os dias 31 de janeiro e 2 de fevereiro, quando devem estar retornando à Brasília (DF), após o recesso parlamentar. Isso será de 31/1 a 2/2. Pressionaremos os parlamentares para se posicionarem contra a reforma.

Em defesa da Previdência

Nessa quinta-feira (19), o ANDES-SN participou como observador da reunião organizada pela Comissão de Legislação Participativa (CLP) da Câmara dos Deputados, em conjunto com sindicatos e centrais sindicais. De acordo com Jacqueline Lima, ainda será definido um nome para comissão, que se reunirá novamente no próximo dia 25. “Essas três reuniões que aconteceram foram mais organizativas, mas o que se entende que é consenso a luta contra a Reforma da Previdência. Estão encaminhando um manifesto, e também há a ideia de utilizar as grandes mídias e redes sociais para contratacar a campanha do governo de que a reforma é necessária. Foram montados Grupos de Trabalho e existe a ideia de formar uma rede parlamentar, com deputados estaduais, federais e senadores, para lutar contra a reforma”, contou a diretora do ANDES-SN. Segundo ela, o Sindicato Nacional irá avaliar em seu 36º Congresso se participará dessa comissão, e sob quais critérios e condições.

Fonte: ANDES-SN


Últimos posts



BOLETIM ELETRÔNICO


REDES SOCIAIS