Em reunião com reitor, diretoria da APUFPR-SSind discute autonomia universitária

27 de junho de 2017

20170620_Reunião_com_reitor012Na tarde de 20 de junho, a diretoria da APUFPR-SSind se reuniu com o reitor da UFPR, Ricardo Marcelo Fonseca, para discutir algumas demandas dos docentes da universidade. A autonomia universitária, o processo de progressões acumuladas e retroativas, a instalação do sistema de progressão automática, a transparência e os cortes de orçamento nas universidades federais foram alguns assuntos abordados na reunião.

O primeiro ponto pautado pela APUFPR-SSind na reunião com a Administração da UFPR foi a autonomia universitária que, na visão da entidade, está sendo invadida pelos órgãos de controle como a Advocacia-Geral da União (AGU), a Controladoria-Geral da União (CGU) e o Tribunal de Contas da União (TCU).

Em 19 de abril, a diretoria da APUFPR-SSind já havia se reunido para discutir essa questão com a Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progepe) que, na ocasião, explicou que a CGU está realizando a análise eletrônica da folha e que o TCU determinou que a inclusão de novos pagamentos da Remuneração por Titulação (RT) ocorra somente após a publicação das portarias – o que causa o atraso nos pagamentos de RT para muitos professores.

“Nós entendemos que, efetivamente, esses órgãos têm um papel normativo e fiscalizador, que tem sua importância. No entanto a Universidade não pode parar, enquanto eles invadem a autonomia da gestão”, afirmou o presidente da APUFPR-SSind, Herrmann Vinícius de Oliveira Muller.

Quanto a isso, o reitor da UFPR expôs que está em diálogo com esses órgãos, como o TCU, para fazer com que eles entendam as especificidades da universidade pública. “Eu disse que eles precisam entender a nossa peculiaridade, que nós somos um ambiente politizado e que tem necessidades que nenhum outro órgão público tem”, relatou Ricardo Marcelo.

Transparência

Outra pauta abordada pela APUFPR-SSind foi a necessidade de transparência do orçamento e do financiamento da Universidade. Segundo Ricardo Marcelo, o governo iniciou neste ano um processo de contingenciamento severo.

“Os cortes no orçamento já estão acontecendo, e nós temos que saber os detalhes. Está acontecendo com as federais o mesmo que com as estaduais do Paraná e nós temos que nos mobilizar contra isso”, afirmou a secretária-geral, Sandra Mara Alessi.

Sistema de progressão automática será implantado no segundo semestre

Durante o encontro de 20 de junho, o reitor da UFPR, Ricardo Marcelo Fonseca, afirmou que o sistema de progressão automática – reivindicado constantemente pela APUFPR-SSind – está em fase final de testes. Segundo Ricardo Marcelo, esse novo sistema será implantado no segundo semestre.

De acordo com o presidente da APUFPR-SSind, esse sistema é uma das maiores bandeiras da entidade. “Nos últimos anos, nós conseguimos alguns avanços nessa pauta”, afirmou Herrmann.

Fonte: APUFPR-SSind


Últimos posts



BOLETIM ELETRÔNICO


REDES SOCIAIS