Coletivo de Aposentados debateu os perigos que rondam a Previdência dos servidores. Veja o vídeo

1 de junho de 2022
APUFPR-Coletivo-aposentados-debateu-perigos-que-rondam-previdencia-servidores-.jpg

Os docentes que participaram da reunião do Coletivo de Aposentados da APUFPR, no dia 31 de maio, debateram os perigos que rondam a Previdência dos servidores públicos.

Um decreto do governo de Jair Bolsonaro estabeleceu um cronograma para transferir para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) a previdência de servidores públicos que atuam em autarquias (como universidades federais) e fundações públicas federais (como Banco Central, Ibama e outras), e que hoje são regidos pelo Regime Próprio de Previdência Social (RPPS).

Para conversar sobre os riscos envolvidos nessa medida e sobre possíveis caminhos de resistência, a atividade contou com a presença do assessor jurídico da APUFPR, João Luiz Arzeno.

Os Encontros de Aposentados organizados pela APUFPR são espaços para que os docentes que já encerram sua trajetória laboral continuem se organizando e construindo lutas em conjunto.

Como ressaltou o presidente do sindicato, Paulinho Vieira Neto, “o professor aposentado termina sua vida laboral com a aposentadoria, mas não termina sua vida intelectual”.

“Nós temos que pensar ações concretas bastante precisas para que essa contribuição intelectual dos professores que se formaram aqui na nossa universidade seja reaproveitada para a nossa instituição”, concluiu.

Por isso, a APUFPR convida todos os docentes aposentados a se somarem ao Coletivo, participando das atividades mensais do segmento.

Fonte: APUFPR


BOLETIM ELETRÔNICO


REDES SOCIAIS