Assembleia de Sócios da SBPC aprova 22 moções sobre temas estratégicos de CT&I

21 de agosto de 2019
apuf-sbpcaprova22mocoes-sitenovo.jpg

Documentos deliberados pelos sócios da SBPC serão encaminhados às autoridades competentes pelos diversos setores tratados nas moções

Em sua Assembleia Geral de Sócios, a SBPC aprovou na noite de quinta-feira, 25 de julho, moções tratando de diversos temas que afetam a ciência brasileira. Ao todo, os sócios concordaram com o estabelecimento de 22 moções, documentos estes que serão encaminhados às autoridades competentes nas esferas de abrangência das iniciativas como posicionamento formal do pleno da Sociedade. A Diretoria também recebeu quatro propostas de encaminhamento interno na gestão dos assuntos de interesse da comunidade de sócios. Conheça abaixo cada uma das moções aprovadas na Assembleia.

         Defesa da Universidade pública e liberdade acadêmica

Aprovada com duas abstenções

         Moção sobre o Future-se

Aprovada com duas abstenções

         Manifesto em defesa do INPE

Aprovada por unanimidade

         Moção de Apoio à UFMT

Aprovada com duas abstenções

         Recomposição do percentual de 1% da arrecadação para o Fundo Paraná

Aprovada por unanimidade

         Representantes da Comunidade Científica do Conselho Superior da Fundação Araucária e no Conselho Paranaense de CT

Aprovada por unanimidade

         Ações emergenciais em 2019 para impedir o colapso do Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (SNCTI)

Aprovada por unanimidade

 

         Ações emergenciais em 2019 para impedir o colapso do CNPq

Aprovada por unanimidade

         Investir em ciência é desenvolver o Brasil: Recomposição e Reajuste Já!

Aprovada por unanimidade

         Ações estratégicas para superar a crise e retomar a construção do Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação

Aprovada por unanimidade

         Valorização da Informação Científica

Aprovada por unanimidade

         Defesa da garantia de direitos indígenas nos processos de adoção em Mato Grosso do Sul

Aprovada por unanimidade

         Defesa das tradições orais indígenas

Aprovada por unanimidade

         Apelo à união nacional contra o preconceito. Solidariedade aos estados do Nordeste

Aprovada por unanimidade

         Em discordância com os termos do acordo de salvaguardas tecnológicas Brasil e Estados Unidos

Aprovada por unanimidade

         Denúncia de injustiças e violências de 40 anos contra povos e comunidades tradicionais em razão da implantação da usina hidrelétrica de Tucuruí e do projeto de construção da Hidrovia Araguaia Tocantins

Aprovada por unanimidade

         Em posição contrária às agroestratégias implementadas pelo agronegócio que impedem a vida na Região Ecológica dos Babaçuais

Aprovada com uma abstenção

         Por uma regulamentação compassiva e não-excludente do uso medicinal Cannabis

Aprovada com três abstenções

         Em defesa dos editais de popularização da ciência e recomposição de recursos

Aprovada por unanimidade

         Em defesa das feiras de ciências e mostras científicas

Aprovada por unanimidade

 

         Contrária à política de desmonte dos conselhos e demais órgãos ambientais do Ministério do Meio Ambiente

Aprovada por unanimidade

         Não à liberação indiscriminada de agrotóxicos

Aprovada por unanimidade

Fonte: Jornal da Ciência


BOLETIM ELETRÔNICO


REDES SOCIAIS