Após pressão, deputado cede e retira emenda que mutilava a UFPR. Mas a ameaça continua

16 de agosto de 2017

20170809_AssembleiaPalotina-3Os protestos realizados por alunos, professores e técnicos administrativos da UFPR e da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila) já garantiram uma vitória para o ensino superior público.

Em 15 de agosto, o deputado federal Sérgio Souza (PMDB-PR) protocolou um requerimento que solicita a retirada da Emenda Aditiva à Medida Provisória 785/2017. O projeto visava transformar a Unila em Universidade Federal do Oeste do Paraná (UFOPR), além de propor a incorporação do Setor Palotina e do campus de Toledo da UFPR à nova instituição.

De acordo com o diretor de imprensa da APUFPR-SSind, Cássio Alves, essa decisão do deputado é um reflexo de todas as mobilizações realizadas pelas comunidades da Unila e da UFPR, e das entidades representativas – Adunila, Sinditest-PR, DCE da UFPR e APUFPR-SSind.

“Após muita discussão e muita luta, conseguimos manter nossa autonomia universitária. Nossa reação forte e imediata, sem dúvidas, teve papel fundamental nesse pedido de retirada da emenda. Porém, mesmo com esse ganho, precisamos continuar atentos e lutando contra os ataques à educação no país”, afirma.

O diretor ainda ressalta que o requerimento do deputado não garante que a emenda, de fato, será retirada juridicamente.

“Continuaremos acompanhando essa situação até termos certeza de que a Universidade está segura. Além disso, no documento, o deputado dá a entender que a proposta da emenda pode ser apresentada novamente, mas por meio de uma Medida Provisória. O pedido de retirada foi uma vitória, mas precisamos continuar com esse movimento em defesa da UFPR e da Unila”, enfatizou.

Confira abaixo o requerimento de retirada da emenda:Documento Sérgio Souza

Fonte: APUFPR-SSind


Últimos posts



BOLETIM ELETRÔNICO


REDES SOCIAIS