Estudante da UFPR produz HQ bilingue que concorrerá ao “Oscar” dos quadrinhos brasileiros

apufpr-estudante-da-UFPR-s.jpg
Foto: HQMix

O respeito às diversidades é um dos princípios muito marcantes na UFPR. Foi com base nele que o estudante do curso de Letras-Libras, Germano Weniger Spelling, produziu uma história em quadrinhos (HQ) voltada à comunidade surda.

Além de ser o seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), o projeto irá concorrer ao Troféu HQMix, considerado o “Oscar” dos quadrinhos brasileiros.

Com o título “A mulher surda na Segunda Guerra Mundial”, a história começa em 1939, na cidade polonesa de Varsóvia, e conta as atrocidades do regime nazista contra pessoas surdas. Vários procedimentos como eutanásia, eugenia, esterilização e abortos forçados eram usados para tentar eliminar pessoas surdas das gerações arianas futuras.

O roteiro foi resultado de uma pesquisa que durou um ano, promovida pelo projeto de iniciação científica da UFPR intitulado “Judeus surdos na Segunda Guerra Mundial”. O estudante foi orientado pelo professor Danilo da Silva, que também é portador de deficiência auditiva, e as ilustrações foram feitas por Luiz Gustavo Paulino de Almeida.

A revista em quadrinhos também ganhou formato bilíngue com o projeto “HQ’s Sinalizadas”, coordenado pela docente Kelly Priscilla Lóddo Cezar, que foi orientadora do TCC de Germano. A obra está disponível em Libras (Língua Brasileira de Sinais), desenho e Língua Portuguesa. Com isso, é acessível às pessoas surdas usuárias de Libras e às não surdas.

Uma universidade forte e democrática é capaz de produzir efeitos transformadores. Trabalhos como este mostram como a UFPR é um espaço de diálogo aberto e troca de conhecimentos para a compreensão das diversidades, inclusão e quebra de paradigmas.

A APUFPR continuará lutando para que docentes e estudantes possam construir juntos uma UPFR de todos, sem distinções!

Acesse a HQ na íntegra.

 

 

Fonte: APUFPR


BOLETIM ELETRÔNICO


REDES SOCIAIS