O descaso do MEC com o Enem e com o Sisu é sintomático

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) foram analisados pelo presidente da APUFPR, Paulo Vieira Neto, e pelo pró-reitor de Graduação e Educação Profissional da UFPR, Eduardo Barra.

As iniciativas do Enem e do Sisu foram ações que democratizaram mais o acesso à universidade, casados com a autonomia das Ifes para definir sua forma de acesso. Os processos foram sendo melhorados e aprimorados ano a ano. Até que ocorreu o desastre da última edição.

A APUFPR lamenta o descaso e as trapalhadas nos processos conduzidos pelo atual ministro da educação, Abraham Weintraub, cujas falhas na qualidade das questões e problemas sérios na correção trouxeram transtornos aos candidatos.

Em vez de se concentrar em gerir com responsabilidade e equilíbrio um dos ministérios mais importantes para o país, o ministro tem se destacado pelas mentiras que profere frequentemente, pelas falhas constantes e pelos erros absurdos que ocorrem repetidamente em sua pasta.

Para a APUFPR, a falta de competência para conduzir o Enem e o Sisu – duas grandes conquistas para permitir o acesso à Universidade – apenas reflete o (baixo) padrão de qualidade da gestão do MEC.

O descaso do MEC com o Enem e com o Sisu é sintomático

Paulo Vieira Neto e Eduardo Barra analisam o descaso e os vexames do Ministério da Educação com o último Enem e o processo do Sisu

Publicado por APUFPR-SSind – Associação dos Professores da UFPR em Quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020

Fonte: APUFPR


BOLETIM ELETRÔNICO


REDES SOCIAIS