Senhor Ministro, servidor não é parasita!

destq.jpg

Não há serviço público sem o servidor público. Em qualquer lugar ou situação que alguém precise do Estado, ele é a pessoa que está lá trabalhando. É seguindo esta linha de raciocínio que o secretário-geral da APUFPR, Paulo Opuszka, introduz uma defesa da importância da categoria para a sociedade.

Quando você precisa de um professor ou professora, há uma pessoa trabalhando, um servidor público. Policiais, bombeiros, médicos, enfermeiros e muitos outros também são servidores públicos.

Sempre há um servidor viabilizando o funcionamento de tudo, mesmo em ocasiões em que há mediação eletrônica, como na declaração do Imposto de Renda. Até no ensino à distância, também tem servidor, um professor, produzindo as aulas.

Senhor Ministro, servidor não é parasita!

Não há serviço público sem o servidor público, sem as pessoas: é esta a máxima que o secretário-geral da APUFPR, Paulo Opuszka, usa para mostrar quão descabida é a ofensa do ministro Paulo Guedes ao chamar os servidores públicos de parasitas.

Publicado por APUFPR-SSind – Associação dos Professores da UFPR em Terça-feira, 11 de fevereiro de 2020

Assim, diante desta reflexão, é preciso mostrar quão ofensiva foi a declaração do ministro Paulo Guedes, chamando de parasitas os responsáveis por levar desenvolvimento social e cidadania a quem mais necessita.

 

Fonte: APUFPR


BOLETIM ELETRÔNICO


REDES SOCIAIS