A suposta polarização partidária na política nacional é o tema de hoje da série Universidade Além dos Muros, elaborada pela APUFPR-SSind para mostrar como docentes da UFPR utilizam a tríade pesquisa, ensino e extensão para melhorar a sociedade.

O antagonismo entre o Partido dos Trabalhadores (PT) e o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), que nos últimos anos lideraram os votos para a Presidência da República, é um dos focos de análise do grupo de pesquisa Comunicação Política e Opinião Pública, composto por docentes e estudantes da UFPR. Com pesquisas e arquivos das promessas de campanha dos candidatos, o CPOP disponibiliza todo seu conteúdo online. É um acervo de dados que, além de análises, contém vídeos e textos do que candidatos de todas as esferas disseram, e que pode ser utilizado pelo cidadão para comparar com a realidade da gestão desses representantes após serem eleitos.

O docente Emerson Urizzi Cervi, do Departamento de Ciência Política da UFPR, é um dos coordenadores do grupo. Ele conduziu uma pesquisa para entender como tem funcionado a representação política do PT e do PSDB no Brasil nos últimos anos. Entre outras coisas, os resultados demostraram que os referidos partidos não são os principais nomes nas eleições estaduais e municipais e a sua divisão regional se dá de maneira bem menos polarizada do que pensa o senso comum. Quer entender melhor como isso acontece? Então, assista ao nosso vídeo!

Fonte: APUFPR-SSind