tamanho para siteO Conselho de Representantes da APUFPR-SSind (CRAPUFPR) se reuniu em 14 de agosto para debater o tema A Luta Contra os Agrotóxicos, abordando o papel sociopolítico da alimentação e os impactos negativos da indústria de agroquímicos para o desenvolvimento da sociedade.

A discussão foi conduzida pelo docente Paulo de Oliveira Perna, do Departamento de Enfermagem da universidade, e pela primeira-secretária da APUFPR-SSind, Marcia Marzagão Ribeiro, doutora em engenharia florestal.

O debate é primordial no mundo todo e particularmente necessário no Brasil, que lidera o ranking de países com maior consumo de agrotóxicos.

A presença dessas substâncias na alimentação gera uma cadeia de danos na saúde individual, na preservação ambiental e até mesmo nas contas públicas, uma vez que, graças à permissividade da legislação vigente, vários incentivos fiscais são oferecidos à indústria de agrotóxicos.

De acordo com dados do Tribunal de Contas da União (TCU), o Estado deixou de arrecadar cerca de R$7 bilhões entre 2011 e 2016 com os benefícios oferecidos aos produtores dessas substâncias.

tamanho para site-3Também sobrecarrega o Sistema Único de Saúde, que dispende recursos volumosos para tratar pacientes cujas doenças são decorrentes do consumo de agrotóxicos.

Para Paulo de Oliveira Perna, o movimento sindical deve debater o problema gerado pelos agrotóxicos porque a questão não é apenas individual, mas envolve questões mais amplas, especialmente políticas públicas. “Essa é uma discussão que não deve ser feita apenas por profissionais da saúde e movimentos sociais, é uma luta de todos nós. Precisamos aprofundar o debate pensando, inclusive, em soluções para a produção de alimentos”, afirmou.

A alimentação natural é tida como uma das principais alternativas aos produtos com agroquímicos. “Precisamos ter comida produzida organicamente, principalmente alimentos não convencionais e da estação. Comer é um ato político”, defendeu Paulo Perna, Clique aqui e confira alguns momentos do debate!

E para ver a galeria de fotos completa Clique aqui

Fonte: APUFPR-SSind